Pós-parto: alimentação ideal e sem riscos à saúde!

0H4254146-0

Normalmente as mães, após dar à luz ao seu bebê, pensam que a alimentação balanceada que era necessária durante a gestação pode ser abandonada, porém, engana-se que assim pensa. Durante a amamentação, segundo Fernanda Amorim, professora de nutrição do Centro Universitário Celso Lisboa, no Rio de Janeiro, o bebê ainda recebe muitos nutrientes necessários para o desenvolvimento e, com isso, podemos chegar à conclusão de que a alimentação da mãe continua sendo essencial.

Mas o benefício disso não é somente o leite ser adequado para o bebê, mas também a recuperação mais rápida do peso saudável. O que muda diante da dieta seguida durante a gestação é, basicamente, a quantidade, e não a qualidade.

O que a lactante pode comer?

Priorize alimentos que sejam ricos em água, como as frutas, em proteínas, como as carnes, leite e ovos, antioxidantes, como frutas e vegetais, e ferro sempre acompanhados de vitaminas C.

A dieta, de forma bem resumida e direta, deve conter todos os grupos de alimentos, principalmente o cálcio, e não existem muitas restrições, somente em casos de alergias. É importante não consumir álcool e evitar chocolates, café, pimentas, alimentos ricos em enxofre e condimentos fortes durante esse período. Estes últimos causam cólicas nos bebês.

Prefira alimentos naturais que sejam livres de conservantes, corantes e aditivos, e prefira alimentos cozidos ou assados ao invés dos fritos. Faça pelo menos cinco refeições diárias: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar.

Não siga dietas ‘da moda’

Dietas da sopa ou de restrição para perda de peso rapidamente, assim como qualquer dieta da moda ou outra sem acompanhamento médico é totalmente contraindicada para as lactantes. Elas podem causar desnutrição tanto da lactante quanto do bebê devido à carência de vitaminas e minerais importantes.

Dietas muito liberais também devem ser evitadas, pois muita gordura e açúcares poderão promover o excesso de peso materno e modificar o perfil nutricional do leite, sendo prejudicial à saúde do bebê.

Se você está preocupada com o peso e por isso quer seguir dietas mais restritas, lembre-se que a própria produção de leite demanda muita energia de seu corpo e será um promotor do emagrecimento, desde que você se alimente de forma equilibrada.

Quadros de risco

Mulheres que tiveram um quadro de gestação de risco – como casos de diabetes gestacional – devem ter um acompanhamento mais restrito, pois deve-se garantir que a alimentação não trará um alto nível glicêmico.

Visite nossa Loja Virtual e descubra o que temos de saúde para você

Continuar lendo

Anúncios

6 Alimentos saudáveis que aumentam a sensação de felicidade!

mulher-comendo-fruta

Comer o alimento certo pode realmente levantar o seu astral!

Comer as coisas certas pode ajudar a melhorar o seu humor – alimentos ricos em omega-3 e vitaminas podem aumentar os níveis de serotonina do cérebro e fazê-la pular de alegria.

1. Feijão
É rico em triptofano, um aminoácido que o corpo usa para impulsionar a produção de serotonina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar.

2. Castanhas
Elas estão no topo da lista de alimentos que contêm selênio, mineral que ajuda a manter um bom estado de espírito e evita a depressão.

3. Pão e macarrão integrais
Esses carboidratos contêm vitaminas e lentamente absorvidos pelo corpo, o que mantém estável o nível de açúcar no sangue e a equilibrar o nível de serotonina.

4. Folha verde escura
Couve, espinafre e brócolis são ricos em ácido fólico – ácido associado a luta contra o mau humor e depressão.

5. Salmão
Peixes como salmão são ricos em gordura ômega-3, que ajudam a aumentar os níveis de serotonina.

6. Frutas cítricas
São compostas de vitamina C, que produz endorfinas que nos fazem sentir bem e melhora a capacidade do organismo em lidar com o estresse.

Visite nossa Loja Virtual e conheça nossos produtos para a sua saúde

Conheça os peixes eficazes contra úlceras, artrite e câncer!

120069

A ingestão de peixes oleosos – ricos em ômega 3 – é uma das melhores maneiras já comprovadas para se manter uma alimentação saudável. Segundo aproximadamente 800 estudos, o consumo desse ácido graxo garante enormes benefícios à saúde, entre eles, a diminuição do risco de morte por doenças do coração, redução do risco de derrame e câncer, e auxilia no tratamento da artrite reumatoide, da colite ulcerativa, de problemas e inflamações na pele.

São também ricos em iodo, que é bastante eficaz na prevenção de câncer de mama, hipotireoidismo, ovários policísticos e ainda trabalha contra a fadiga, melhora o sistema imunológico e ajuda ainda na desintoxicação do organismo. Esses peixes ainda possuem um nível elevado de vitamina D. Tais benefícios circundam o desfavorecimento de doenças do coração, formação de coágulos no sangue e atuam como anti-inflamatórios.

Propriedades

A seguir, listaremos algumas das principais propriedades terapêuticas obtidas com o consumo desses peixes.

Proteção contra alguns tipos de câncer – Segundo testes feitos em animais, os ácidos graxos ômega-3 são capazes de aumentar a resistência do organismo contra o câncer;
Ajuda na colite ulcerativa – De acordo com experimentos recentes, realizados com algumas pessoas, foi observado que sete dentre dez dessas pessoas que ingeriram suplementos à base de óleos de peixe tiveram melhoras significativas. Nas mesmas, foi visto que o tratamento convencional não estava surtindo efeito.
Bom contra a psoríase e a dermatite – Pacientes com dermatite e psoríase relataram que o óleo de peixe alivia a coceira, a esfoliação e a severidade em geral. Durante um estudo norueguês, de duração de 12 semanas, a quantidade de óleos obtidos de uma pequena porção diária desses peixes, ajudou substancialmente a moderar os casos de dermatite forte. Os que receberam placebo de azeite de oliva não apresentaram melhora.
Diminui a pressão arterial, o colesterol e o nível de gordura – Dentre vários estudos, a ingestão de cavalinha enlatada três vezes por semana, durante duas semanas, reduziu os níveis de pressão sanguínea e colesterol.
Ajuda contra a artrite reumatoide – Uma equipe de pesquisa sugeriu a ingestão de quatro a seis refeições com peixes oleosos por semana, pois foi descoberto que aqueles que sofrem de artrite reumatoide que consumiram esses peixes apresentaram articulações menos delicadas e menor necessidade de aliviar a dor. Esse resultado é dado graças à ação anti-inflamatória dos ácidos graxos.
Reduz o risco de morte por ataque cardíaco – Durante um longo estudo holandês, homens que ingeriram peixes oleosos ou brancos, pelo menos duas vezes por semana, corriam menos risco de morrer de doenças do coração.

Quais os principais peixes oleosos?

Os peixes oleosos mais ricos e conhecidos são o salmão, a cavalinha, o arenque e a sardinha.

Quanto comer?

É aconselhável ingerir, pelo menos, duas refeições de peixe por semana, e que uma delas seja de peixes oleosos. Para mulheres, o ideal estimado é de 120 a 380 gramas, e para homens é de 150 a 480 gramas. Testes mostraram que mesmo pequenas quantidades de peixes oleosos são benéficas para a saúde.

Vale salientar que o óleo de fígado de bacalhau contém pouco ômega-3, mas é muito rico em vitaminas A e D. Ambas vitaminas podem se desenvolver no organismo, portanto, procure não consumir esse óleo em excesso, pois o mesmo pode causar uma overdose dessas vitaminas.

Visita a nossa Loja Virtual e conheça nosso Produtos

O que comer quando você não tem quase nada em casa!

Z5F6v

Se você só tiver pão e ovo

Acredite: você pode fazer um pão com ovo estilizado. Para começar, pegue uma fatia de pão de forma e corte o meio dele em formato circular. Você pode usar uma faca ou um copo. Depois, coloque numa frigideira (com azeite o manteiga) e quebre um ovo no espaço que você cortou.

Agora, é só esperar o ovo fritar. Quando você tirar na frigideira, vai ter um pão com ovo diferente e muito gostoso.

Se você só tiver alho e miojo

Sabe aquele miojo que você tem no armário pra alguma emergência gastronômica? Pois é, agora é a hora de usar. Para dar uma incrementada, faça o macarrão normalmente e quando estiver pronto, acrescente um pouco de azeite e o alho bem picadinho.

Voilá! Um macarrão alho e óleo no melhor estilo. Se quiser, você pode colocar também o tempero pronto que vem junto.

Se você só tiver atum, maionese e aquele pão de ontem

Patê com torradinha vai sempre bem, né? E você pode fazer com pouquíssimos ingredientes. Primeiro, coloque o atum e a maionese em um recipiente e misture bem até formar uma pasta. Se quiser, pode colocar um pouco de azeite.

Em seguida, pegue o pão do dia anterior que você ia jogar fora e corte em pedaços do tamanho que preferir. Coloque no forno por 10 minutos, vire e deixe até torrar. Vá conferindo para não passar do ponto.

Depois, é só passar o patê de atum na torrada e se deliciar.

Se você só tiver macarrão e salsicha

Essa você já deve conhecer. Por que fazer um macarrão com salsicha comum se você pode fazer um muito mais legal?

Comece cortando a salsicha (antes de ferver) em pedaços médios. Depois, pegue o macarrão ainda cru e espete nos pedaços que você cortou. Coloque cerca de 5 ou 6 fios em cada. Em seguida, é só colocar para cozinhar na água fervendo e tirar quando o macarrão estiver cozido.

Se você só tiver nugget congelado, queijo e molho

O nugget é sempre prático para o momento de fome e pequeno desespero. Se você não aguenta mais comer só com ketchup, inove! Já pensou em fazer a parmegiana?

Coloque os nuggets em uma travessa que possa ir ao forno e siga as instruções da embalagem. Quando ele já estiver pronto, coloque em cima molho vermelho e polvilhe queijo parmesão (ou o que você tiver em casa).

Coloque no formo por mais alguns minutos. Será o tempo de o queijo de cima derreter e ficar torradinho se você quiser.

Se você tiver hambúrguer congelado, tomate e queijo

Vai receber os amigos em casa e não tem ideia do que servir? Você pode usar aquele hambúrguer pronto que está congelado e cortar como um aperitivo.

Coloque a carne em uma travessa e por cima fatias do queijo que você tiver em casa. Coloque no forno e siga as instruções da embalagem. Fique de olho também no ponto do queijo.

Quando estiverem prontos, tire do forno. Pique fatias de tomate e coloque por cima. Depois, corte o hambúrguer em quatro pedaços, coloque palitinhos em cima e pronto!

Se você tiver alface, ketchup, maionese, frango e o pão de ontem

Para fazer uma supersalada com molho rosé: comece cortando a alface. Pode ser com as mãos mesmo porque assim ele não fica muito pequeno. Em seguida, desfie o frango frio mesmo (para combinar com a salada).

Em seguida, corte o pão amanhecido em pedaços pequenos e coloque no forno até torrar. Depois, comece a montar seu prato. Coloque a alface, o frango, o ketchup e a maionese e misture bem. Por último acrescente os “croutons” e pronto!

Se você tiver arroz, presunto, ovo e requeijão

Você sabe o que é um arroz bagunçado? É só pegar tudo que você tiver na geladeira (é bom fazer uma seleção legal, né?) e colocar junto com o arroz numa panela.

Com ovo, presunto e requeijão fica uma delícia! Comece fazendo uma omelete simples e depois de pronta, pique em pedaços médios. Em seguida, junto com o arroz numa panela, acrescente o presunto picadinho e o requeijão.

Se você tiver outros ingredientes como queijo, pode colocar também! Aqui vale tudo…

Visite nossa loja Saúde Natural onlina

Já ouviu falar do chá matchá? Ele é um super emagrecedor!

ja-ouviu-falar-do-matcha-ele-e-um-super-emagrecedor

Todo mundo já sabe que os chás diversos podem trazer muitos benefícios à saúde, sendo que alguns, inclusive, são perfeitos para aqueles que buscam o emagrecimento. O chá verde, para estes, está sempre em destaque e, até algum tempo atrás, era visto como a melhor opção para esse fim, auxiliando na queima de gordura e acelerando o metabolismo. Por mais que ele continue sendo bem visto, existe uma nova opção que tem se destacado e ganhando cada dia mais fama entre aqueles que buscam aliados para a perda de peso: o chá matchá.

O que é?

Segundo Camila Secches, endocrinologista e especialista em nutrologia, além de professora de endocrinologia da Faculdade de Medicina de Itajubá, trata-se de um chá verde em pó que tem extrema qualidade e que é extraído da planta camellia sinensis. Assim como no caso do chá branco, chá preto e chá verde, o matchá somente diferencia dos outros pelo modo como as folhas da planta são preparadas.

Pode ser usado não só para o preparo de chá, mas também ser adicionado aos shakes, sucos e outras receitas diversas.

Esse chá, já bastante popular, pode ser encontrado para comprar na internet, em casas de produtos naturais e mercados orientais, e podem ser encontradas facilmente diversas receitas para a sua utilização, como de bolos, quiches, sucos, vitaminas, entre outros.

Benefícios e propriedades

Além de proporcionar o emagrecimento por ser termogênico natural – por ser rico em flavonoides e cafeína -, o matchá é rico em propriedades antioxidantes, retardando, portanto, o envelhecimento das células. Atua como energético natural, sendo muito indicado também para aqueles que estão praticando atividades físicas.

Com grande concentração de aminoácidos, ajuda na manutenção dos músculos do corpo, ajudando, portanto, na recuperação após a fadiga muscular.

O destaque mesmo vai para o seu poder no emagrecimento, mas apesar de ser excelente, é preciso lembrar que, assim como outros chás, o matchá não faz milagres. É preciso que seu consumo seja associado à prática de exercícios físicos e alimentação saudável e correta. Dessa forma, o consumo pode aumentar em 25% a queima de calorias durante a prática de exercícios físicos, sendo um excelente auxiliar para este fim.

Como consumir?

Como citado anteriormente, o matchá pode ser consumido na forma de chá ou ainda adicionada à receitas diversas. É importante, no entanto, saber, com auxílio de nutricionista ou médico responsável, a quantidade indicada para cada caso. O consumo não deve ultrapassar 20 gramas ao dia, mas varia os valores exatos de acordo com as necessidades e limitações de cada um. Procure consumir sempre o mais distante possível da hora de dormir, evitando assim que a qualidade do sono seja comprometida.

Contraindicações

O matchá é contraindicado para pessoas com ansiedade, arritmia cardíaca, hipertensão e dificuldade para dormir por ser rico em cafeína. É importante que gestantes e lactantes somente façam uso após obterem orientação e liberação médica.

Venha conhecer nossa Loja virtual e conheça nossos produtos:  www.saudenaturalonline.vai.la

Emagreça e controle o colesterol com lecitina de soja!

emagreca-e-controle-o-colesterol-com-lecitina-de-soja

No geral, quando se fala nas substâncias conhecidas como “gorduras”, tende-se logo a pensar como algo ruim para a saúde humana, mas isso não é completamente verdade. Talvez você já tenha ouvido as expressões “gordura boa” e “gordura ruim”, não é mesmo?

Existem alguns tipos de gordura que, quando consumidas de acordo com as recomendações, proporcionam muitos benefícios à saúde. Este é o caso da lecitina de soja, um produto natural preparado a partir da gordura extraída da soja, que controla o colesterol, evita ataques cardíacos e favorece o bom funcionamento do sistema nervoso, dentre outros benefícios.

As propriedades e os benefícios

A lecitina de soja é composta por ácidos graxos, fósforo, triglicérides, colina e inositiol. As suas propriedades incluem a sua ação adstringente, calmante, antirreumática, emoliente, fungicida, laxante, tônica, hipocolesterolêmica, emulsificante, antigripal, dissolvente, estomáquica e nutritiva.

Devido às suas propriedades, a lecitina proporciona diversos benefícios à nossa saúde, dentre os quais estão os seguintes:

-Regula a produção hormonal e a menstruação;
-Combate dores na bexiga, dores de cabeça, dores reumáticas e insônia;
-Melhora o funcionamento do coração e do sistema nervoso;
-Aumenta a produção de colesterol bom;
-Reduz gripes e febre;
-Acelera o metabolismo;
-Controla os sintomas da menopausa;
-Previne a osteoporose;
-Atua na construção dos tecidos nervosos e cerebrais;
-Auxilia no tratamento de dores reumáticas;
-Estimula os movimentos peristálticos do intestino;

Ajuda a emagrecer e controla o colesterol

A lecitina de soja é responsável pela quebra de moléculas de gordura e evita que as placas lipídicas se formem nos vasos sanguíneos e no coração. Sendo assim, este produto natural previne derrames e infartos. A lecitina de soja também reduz o LDL (“colesterol ruim”) e controla o HDL.

A lecitina de soja também auxilia no processo de emagrecimento, pois quebra as moléculas de gordura e acelera o metabolismo. Por este motivo, pode ser uma aliada para quem deseja perder peso, desde que o seu consumo seja aliado à alimentação saudável e balanceada e à prática de atividades físicas.

Além dos benefícios citados, a lecitina de soja, por ser rica em vitaminas lipossolúveis, também pode ser uma ótima aliada no tratamento dos sintomas básicos da menopausa, como as ondas de calor e a alteração hormonal.

Como consumir?

A lecitina de soja pode ser encontrada à venda, no formato de cápsulas, em lojas de produtos naturais ou farmácias. Recomenda-se consumi-la três vezes ao dia, sendo duas cápsulas antes do café da manhã, almoço e jantar.

Efeitos colaterais

Se for consumida corretamente, a lecitina de soja não possui efeitos colaterais. No entanto, é importante ressaltar que, embora proporcione inúmeros benefícios à saúde, este produto natural é uma fonte de gordura e deve ser usada apenas sob orientação médica.

Adquira este e outros excelentes produtos naturais na loja Riqueza Natural